segunda-feira, 16 de julho de 2012

MUNDO

Existe uma propaganda atualmente na qual as pessoas seguram um tablet e falam orgulhosas: "Este é o meu MUNDO", apontando para os seus aparelhos. E eu, ali, sentado, vestindo moleton e calça velhos, em frente a uma simples televisão de 29, me pergunto: "Se o MUNDO delas é um tablet e as informações as quais eles têm acesso por ali, qual será o meu?". Qual será o MUNDO do senhor que fez os lanches que minha mãe, meus irmãos e eu comemos hoje à noite? E o da minha vizinha que passa a tarde sentada na frente da casa? E qual será o MUNDO do rapaz que esses dias veio vender abacates aqui em casa para alimentar seu vício em crack?
Nós não temos mundo porque não temos tablets?
Para os crentes, MUNDO refere-se à comunidade formada por todas as pessoas que não são cristãs. A música popular, por exemplo, é conhecida como "música do MUNDO", essa sendo considerada impura e pecaminosa. Nesse caso, o tablet da moça da propaganda é o pecado dela, a forma de se afastar de Cristo.
Wittgentein considera um "mundo como totalidade dos fatos", que independe da interpretação do homem. Para ele, o MUNDO é uma verdade absoluta. Nesse momento, lembramos mais uma vez da propaganda e concluímos que a moça vive em função daquele aparelho tecnológico, pois ele é seu "fato absoluto". Que mesquinha.
Schopenaheur defende que o MUNDO é criado a partir da representação do indivíduo, ou seja; não há MUNDO antes das pessoas manipularem-no. Pelo princípio de Schopenhauer, a moça quer que seu MUNDO seja daquela forma; cheio de possibilidades, mas solitário, sem emoção e com poucas chances de verdadeira comunicação.
Martin Heidegger vai além, considerando impossível conceituar "MUNDO" antes de entender o homem.
"Mundo e homem constituem pressupostos inevitáveis e elementos primordiais para a abordagem metafísica da questão de mundo", afirma ele. O "problema do  MUNDO" está eternamente inerente ao indivíduo.

Independentemente de qual dessas ideias de MUNDO acreditamos ou defendemos, em nenhuma delas um tablet pode ser considerado o nosso "MUNDO". O pior é que a maioria esmagadora das  PESSOAS considera isso uma evolução. Dessa forma, a humanidade segue a passos largos rumo ao enlouquecimento, ao seu  ADMIRÁVEL MUNDO NOVO.
O MUNDO dos seres pensantes depende do ser humano e existe em função dele, mas o nosso mundinho atual está transportando-se rápida e perigosamente para dentro de uma tela.

2 comentários:

Limonadah J. Kash disse...

Parabéns pelo post' concordo 100% , mas em resumo do assunto é bacana saber que ainda existam pessoas com muito maisq um ''mundo''...
é conceito , opnião , personalidade é um conteúdo que faz todaa diferença.

Beijo blogueiro Lucas

Carpe Diem .

Lucas Vidal Domingues disse...

Certamente é importante termos mais de um mundo, várias experiências e vivências que não podem acontecer diante de um lindo e fininho tablet.